março 31
Processor SAM simplifica gestão de ativos nas empresas

Desmistificar a aquisição de software. Tornar a TI mais intuitiva e simples de ser utilizada pelas empresas. Esse é o conceito fundamental do Processor SAM, uma solução em nuvem de gestão de contratos de ativos para inventariar, controlar e otimizar o uso do parque de software e hardware instalado no ambiente empresarial.

Desenvolvido pela Processor para atender as demandas de empresas de todos os portes e segmentos, esse é um serviço consultivo na medida em que entrega a metodologia do ciclo de vida de software: gestão de contratos, controle de licenças, controle financeiro, gestão sobre centro de custo, alertas personalizados, entre outros diferenciais.

 “A ferramenta permite a realização de um inventário específico ou acompanhamento constante da evolução, é flexível e tem uma ótima relação custo-benefício para os clientes”, relata o coordenador de Contratos da Processor, Luciano Conti.

A tecnologia de ponta e o apoio do time de consultoria da Processor fazem com que os clientes se beneficiem de uma melhoria na tomada de decisão em relação a investimentos futuros, tenham acesso ao uso das políticas de segurança através de blacklists e alertas, reduzam os custos na contratação de ativos de software, tenham uma previsibilidade orçamentária e simplifiquem a gestão dos contratos de software.

O Processor SAM ajuda a remover riscos de compliance, minimizando os gastos adicionais, e a transformar o passivo em ativo estratégico de software.

Ferramenta oferece funcionalidade de auditoria

No dia a dia das operações, os clientes precisam de inventários para responder a perguntas relevantes para si e para seus fornecedores, que incluem contextos como o que tem de hardware e software, onde estão, configurações e versões, entre outros.

Não ter um controle completo dos ativos de software deixa a empresa vulnerável a auditorias de fabricantes de softwares e gastos adicionais/overspend, alerta o Business Development Relationship da Processor, Gésio Santos. “Todas as organizações desejam ter uma ferramenta simples que desmistifique a aquisição de software para realizar a sua gestão de ativos de software de forma completa”, relata.

Isso se torna ainda mais decisivo no caso das companhias obrigadas pela legislação a fazer essas demonstrações de forma transparente. Por isso, o time de desenvolvimento da Processor incluiu no SAM uma funcionalidade de auditoria.

Case

As empresas destinam 20% do seu budget de TI para software, um investimento que poderia ser otimizado com a realização de uma gestão inteligente dos ativos de software. Dados do mercado apontam que, após a implementação da gestão de ativos, de 20% a 30% obtiveram o Retorno sobre o Investimento (ROI) já no primeiro ano.

Nesse cenário, um player do setor de transportes procurou a Processor para fazer o levantamento do seu ambiente de software e hardware.

O objetivo era ter uma visão precisa dos seus ativos, para reduzir custos e riscos de conformidade e tornar o ambiente de TI menos complexo.

A Processor analisou a situação e ofereceu a sua solução de Gestão de Ativos. Feito isso, a transportadora teve os seguintes resultados:

  • Visão consolidada de todos os seus ativos, tornando com isso o ambiente de TI menos complexo;
  • Redução dos custos, na medida em que foram redistribuídos softwares que não estavam sendo utilizados;
  • Mitigação de possíveis riscos de não conformidade.​
Capturar1.JPG
Foto: Flávia de Quadros 

Comentários

Não há nenhum comentário para esta postagem.

Adicionar Comentários

Título


Corpo *


Nome


Captcha *


Quanto é 5 X 5 ?

Anexos